Jogos Estudantis de Praia terá um domingo de decisões

Atual bi-campeão baiano de bodyboard, Israel Salas mandou bem nos aéreos, passando para semifinal.
Atual bi-campeão baiano de bodyboard, Israel Salas mandou bem nos aéreos, passando para a final. Foto: Franco Adailton

 Por Yordan Bosco e Franco Adailton

Domingo serão definidos os campeões das cinco modalidades que compõe o evento. O dia de hoje foi marcado por muito calor, disputas eletrizantes e presença maciça do público na Praia de Armação

Amanhã (18/01) é dia de decisão nos Jogos Estudantis de Praia. Após um sábado de disputas acirradas, restaram somente os competidores que resistiram ao sol fatigante da Praia de Armação. As disputas aquáticas abriram o dia de hoje, com o bodyboard e o surfe e, logo depois, começaram as eliminatórias nas arenas de vôlei e beach soccer, favorecendo um cenário esportivo completo para torcedores de todos os tipos e gostos. Todas as decisões estão programadas para amanhã, entre as 8h e as 12h. A primeira prova do dia é a disputa do Aquathlon, que mistura natação e atletismo.

Os jogos estudantis de Praia, que têm patrocínio do Ministério do Esporte e realização da Associação Stellagrace, é um evento com formato inédito na Bahia e reúne as principais modalidades esportivas realizadas nas areias da praia. Os jogos têm como principal meta o desenvolvimento de trabalhos em equipe e consolidação das atividades esportivas dentro das universidades e escolas.

Para o professor de educação física, doutorando em Fisiologia do Exercício e um dos coordenadores esportivos do evento, Ivan Pedreira, os Jogos são de caráter cultural, educacional, esportivo e inclusivo. Ele enaltece a função incentivadora do projeto, que desperta nos jovens a importância de praticar atividades físicas regularmente.

“Além da disciplina, os estudantes e a população em geral adquirem qualidade de vida”, explica. Em levantamento feito para seu mestrado, em 2006, Pedreira constatou que, do entre as escolas municipais de Salvador, apenas 10% tinham aulas de educação física. “Entre os alunos que praticavam esportes duas ou três vezes por semana, 68% tinham capacidade respiratória maior do que os que não praticavam”, ressalta o educador físico.

Disputas na água Continue lendo

Anúncios