Jogos Estudantis de Praia é marcado por disputas emocionantes e interação entre atletas

A arena multi-uso foi palco de boas partidas nas finais
A arena multi-uso foi palco de boas partidas nas finais. Foto: Yordan Bosco
Por Yordan Bosco e Franco Adailton
Na sua primeira edição, o evento superou os objetivos de fomentar as atividades esportivas entre crianças e jovens, promover competições para os estudantes no período de férias e trocas de experiências entre atletas de diversas modalidades e instituições

No encerramento dos Jogos Estudantis de Praia, o dia foi de festa para os competidores na Praia de Armação. No final da manhã de hoje (18), foi possível conhecer todos os vencedores das modalidades surfe, bodyboard, beach soccer, vôlei e aquathlon, que além de levarem para casa uma premiação em equipamentos esportivos, mostraram que independente da competição, o importante era o clima fraterno e de incentivo à prática esportiva entre as crianças e os jovens.

Os Jogos foram uma realização da Associação Comunitária e Cultural Stellagrace, que atende cerca de 200 crianças e jovens no bairro de São Caetano, na área de educação, cultura e esporte, e contou com o patrocínio do Ministério do Esporte. Além de proporcionar uma interessante atividade de lazer e entretenimento ao público de Salvador, o evento foi uma oportunidade única de integrar atletas de diferentes classes e modalidades esportivas.

O incentivo ao esporte educacional é, de acordo com o representante do Ministério do Esporte, Carlos Pereira, a “menina dos olhos” da instituição. “A política de educação do Brasil cresce cada vez mais na área esportiva. Este é um evento muito bonito e estruturado, adorei receber a notícia de que todas as vagas foram preenchidas. A Associação Stellagrace está de parabéns”, ressalta Pereira, que veio de Brasília somente para prestigiar o evento.

O representante do ME destacou ainda a dimensão dos jogos, no sentido da abrangência e congraçamento de diversos níveis sociais. “É importante as crianças e os jovens se integrarem e conhecerem as realidades dos outros atletas e aprenderem noções de coletividade”.

Disputas

Após a corrida, os atletas se preparam para entrar no mar

Após a corrida, os atletas se preparam para entrar no mar. Foto: Franco Adailton

Logo bem cedinho, quem estava disposto, pôde acompanhar os atletas que disputaram o torneio de aquathlon (corrida e natação), que teve o salva-mar Marcos Jaca como campeão masculino. “É muito bom estar aqui e incentivar essa meninada a praticar esportes, mesmo sem caráter competitivo”, incentiva o vencedor.

Com 51 anos, dona Vera foi a única mulher no aquathlon

Com 51 anos, dona Vera foi a única mulher no aquathlon. Foto: Franco Adailton

No feminino, a única mulher inscrita, que teve coragem de enfrentar o percurso, a pé e a nado, foi uma senhora de 51 anos. Dona Vera Lúcia participou como convidada e encarou o mar da Praia de Armação. “Até que não foi difícil, só na hora de sair, por causa das ondas”, diz dona Lúcia, esbanjado vitalidade e exibindo sua medalha.

Após o aquathlon, aconteceram as finais do beach soccer, balançando as arquibancadas. Na categoria sub-12, o campeão foi o Colégio Imeja. Na sub-15, o time da Escola Georgina Ramos levou o troféu. O vencedor da sub-17 foi o Colégio Paciência Viva. O Colégio Pedro Calmon sagrou-se campeão na categoria adulta, masculino e feminino ao vencerem

Zagueiro tenta, mas não consegue evitar o chute que resultou no gol do Paciência

Zagueiro tenta, mas não consegue evitar o chute que resultou no gol do Paciência. Foto: Franco Adailton

A arena de beach soccer foi a modalidade que reuniu o maior público dos Jogos Estudantis de Praia. A cada lance a galera fazia um grande barulho. Para o professor e presidente da federação baiana da modalidade, João Bismarck, isso mostra a força deste esporte no estado. A seleção baiana é a atual vice-campeã brasileira e campeã Norte-Nordeste. Participaram como convidados da equipe vencedora o campeão mundial e sul-americano de 2005 Anderson e o jogador da seleção brasileira, Souza.

Jogador do Paciência vai comemorar com a torcida

Jogador do Paciência vai comemorar com a torcida. Foto: Franco Adailton

Emoção no vôlei

Atleta do FSBA tenta bloquear ataque adversário

Atleta do FSBA tenta bloquear ataque adversário. Foto: Yordan Bosco

A disputa pelos troféus do vôlei de praia também foi bastante movimentada. Na categoria sub-18, os campeões foram os garotos do Colégio Estadual Manoel Novaes. No aberto feminino, as meninas da UNEB / Paulo Afonso, que percorreram mais de 600 quilômetros para participar dos jogos, voltaram pra casa com o título, batendo o Ellas/CSP por 2×1 sets. No masculino, a equipe vencedora foi a Otávio Mangabeira, que levou a melhor sobre o FSBA, no jogo mais disputado do dia, quando venceu por 2×1 sets.

Nas ondas

Nos esportes das ondas, quatro bodyboarders iniciaram os confrontos. Mostrando que Salvador tem bons talentos, Diego Jack, local de Armação, bateu o favorito Israel Salas, e recebeu uma prancha como premiação. “Adorei o evento, foi muito bem organizado e estruturado. Tô amarradão”, diz o atleta, enfatizando a importância em se dar continuidade aos Jogos.

No surfe, Lucas Guilherme, aluno de direito da FTC, não deu espaço aos adversários. O tri-campeão baiano universitário e campeão, no ano passado, do confronto universitário Brasil x EUA mostrou que é especialista na categoria e ainda levou o troféu na modalidade convidados. “É bom participar de eventos desse porte, pois, independente de vencer ou não, a experiência de estar e conhecer novos atletas já é válida”, avalia Guilherme, que é de Arembepe, no litoral de Camaçari.

Yan Costa, 14 anos, desponta como revelação e vence as categorias mirim e junior

Yan Costa, 14 anos, desponta como revelação e vence as categorias mirim e junior. Foto: Franco Adailton

Outro grande destaque do surf foi o aluno da oitava série do Colégio Gêneses, Yan Costa, de apenas 14 anos. Ele venceu as categorias mirim e júnior, levando duas pranchas, troféus e medalhas como premiações. Filho de surfista, Costa mostrou que também tem potencial nas ondas. “O mar estava bom, mesmo no verão. Achei muito interessante o torneio, porque reuniu esportes diversos”, diz o garoto, que promete ser mais uma revelação do esporte local.

Os Jogos Estudantis de Praia é uma realização da Associação Comunitária e Cultural Stellagreice, tem patrocínio do Ministério do Esporte e apoio do Governo do Estado da Bahia, através da Setre (Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte), Prefeitura Municipal de Salvador, Federação de Beach Soccer do Estado da Bahia, Associação de Surf de Amaralina, Federação Baiana de Surf, Federação Baiana de Triathlon e Federação Baiana de Bodyboard.

Anúncios

Uma resposta

  1. Ufba oferece cursos de verão
    A TARDE On Line

    A Universidade Federal da Bahia (Ufba) oferece à comunidade cursos gratuitos de curta duração, oficinas, ciclos de palestras, circuitos de visitação a monumentos e sítios históricos ou arqueológicos, dentro do projeto Universidade de Verão. As atividades serão realizadas em janeiro e fevereiro.

    Estão confirmadas oficinas de Percussão Popular Batucada Brasileira, Improvisação para a Cena Teatral, Dança de Capoeira de Angola, Dança Contemporânea com Referencial na Cultura de Matrizes Africanas na Bahia e Pensamento e Prática da Educação Musical.

    Não haverá seleção e interessados devem se inscrever nas unidades onde as aulas serão oferecidas. Mais informações nos telefones (71) 3237-6831 / 3237-6832.

    http://www.atarde.com.br/cidades/noticia.jsf?id=1053961

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: