Raimundo Varela anuncia apoio a Walter Pinheiro

Do ATarde Online
Por Aguirre Peixoto e Lília de Souza

O radialista Raimundo Varela (PRB) – depois de reunião durante a manhã com o governador Jaques Wagner e Walter Pinheiro, na Governadoria – formalizou, na tarde desta sexta-feira, 10, em entrevista coletiva, seu apoio ao candidato petista a prefeito de Salvador. Chegou a dizer que se desfiliará se o seu partido não caminhar junto com ele: “Eu me desfilio e vou para o PT”. À noite, o PRB anunciou que oficializa, neste sábado, 11, o apoio ao candidato do PT.

Varela explicou que consultou a direção nacional do PRB e recebeu carta branca para se definir pelo petista. O anúncio foi feito no Hotel Fiesta, com a presença de Pinheiro e da candidata a vice Lídice da Mata (PSB).

Na quinta-feira, Varela se reuniu em sua casa com Pinheiro, Lídice e o deputado Nelson Pelegrino (PT). Em entrevista exclusiva a A TARDE, o radialista insinuou interesse por uma candidatura à Câmara dos Deputados em 2010. “Precisa de uma equipe melhor para brigar pela Bahia em Brasília”, disse. Entre seus projetos, disse que quer fazer mudanças no Código Penal Brasileiro e na Lei de Transplantes do Brasil.

Para uma eventual tentativa de chegada à Câmara Federal, Varela afirmou ser necessário um partido “com maior musculatura eleitoral”. “O PRB está crescendo, já temos 20 mil filiados em Salvador, mas fazer dele um partido grande demanda muito tempo, e eu não tenho mais tempo. Claro que, se eu quiser ser candidato em 2010, eu tenho que ir para um partido maior”, declarou. O radialista não se candidatou a prefeito neste ano devido à falta de alianças e ao exíguo tempo de horário eleitoral gratuito do PRB.

MUDANÇA – Varela, que no primeiro turno dava sustentação à candidatura do deputado ACM Neto (DEM) – este agora ao lado do prefeito João Henrique (PMDB) -, não considerou contraditória a mudança de aliado. “O projeto de Neto coincide com o projeto do PRB e é altamente harmônico com o projeto do PT, porque a cidade é mais importante que as diferenças partidárias”, disse durante a coletiva.

Ele ainda criticou o atual prefeito, ao dizer que Salvador quer “alguém sem ser tutelado, alguém que comande o destino da cidade. Chega de tutela”, insinuou, em referência à influência que o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima (PMDB), teria sobre João. Segundo Varela, o apoio a Pinheiro partiu de uma decisão pessoal. O radialista afirmou que, para sua decisão, não houve qualquer negociação de cargos. “Minha decisão é ideológica”, frisou.

Walter Pinheiro considerou importante o apoio do radialista. “Varela tem inserção na sociedade, é fundamental para ligar nossa campanha ao povo”. O petista ainda apresentou a proposta de transformar a Secretaria de Desenvolvimento Social em uma Secretaria de Defesa Social, com o foco na conscientização da população de Salvador.

Essa foi uma sugestão do senador Magno Malta (PR), eleito pelo Espírito Santo, mas nascido na Bahia, que estava presente na entrevista coletiva de Varela. Malta, amigo de Pinheiro, ressaltou que avisou ao presidente da legenda, César Borges, a sua presença no evento para apoiar a proposta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: