ACM Neto e PR ficam com João Henrique

Do ATarde Online
Por Vitor Rocha

O candidato derrotado do DEM, ACM Neto, oficializou nesta sexta-feira, 10, o apoio ao prefeito João Henrique (PMDB) na disputa do segundo turno das eleições de Salvador, conforme A TARDE antecipara. Os dois assinaram termo de compromisso em que o prefeito garante inserir em suas propostas de governo alguns projetos do democrata, como a instalação de câmeras de vigilância nos bairros e a educação em tempo integral para o ensino fundamental. A posição do DEM foi a mesma do PR, que anuncia neste sábado, 11, a preferência por João.

O acordo entre DEM e PMDB põe geddelistas e carlistas lado a lado. Fato inusitado, pois o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima (PMDB), teve no falecido senador Antonio Carlos Magalhães seu principal adversário. Geddel é o principal avalista da campanha de João e responsável pela articulação política para aglutinar o apoio do DEM, mas não foi ao ato de celebração da aliança na sede do Democratas, na Pituba.

Para tomar decisão, ACM Neto assegurou não ter negociado cargos no caso de o prefeito ser reeleito. “Este termo de compromisso anuncia expressamente que não faz parte desta composição qualquer tipo de interesse por cargos ou por indicação de posições na prefeitura”, disse Neto, ao lado do presidente do DEM na Bahia, Paulo Souto, do presidente do PMDB baiano, Lúcio Vieira Lima, de João Henrique, deputados e outros líderes partidários.

De acordo com ACM Neto, pesou o fato de João ter sido respeitoso com ele no primeiro turno. “João Henrique, diferente dos demais candidatos, procurou preservar a linha do respeito pessoal, o que obviamente contribui para essa decisão”.

Sobre as críticas que proferiu a João, a exemplo de “prefeito de quatro meses de obra”, Neto alegou que se limitou aos assuntos políticos. Aproveitou para dizer que o prefeito acertou ao priorizar os quadros técnicos na segunda metade da administração. Sobre Walter Pinheiro (PT), adversário de João no segundo turno, Neto disse que a escolha não o fez definir um adversário. “Tenho reconhecimento pessoal pelo deputado Walter Pinheiro”, falou.

Neto disse ainda que sempre manteve diálogo com Geddel, mesmo quando seu avô ainda era vivo. “As minhas relações são as minhas relações”, disse. “Eu entendo que o senador Antonio Carlos marcou a política da Bahia. Mas o momento hoje é de diálogo entre várias correntes”, concluiu Neto.

JH e PR – Com o final do primeiro turno, João Henrique vinha dizendo que lutou contra quatro adversários que o agrediam. Agora, com um deles do seu lado, argumentou que os ataques tinham origem “nos outros dois candidatos”. O prefeito ressaltou a quantidade de votos obtidos pelo seu novo apoiador. “Um candidato que teve quase 27% dos votos de Salvador e que teve uma campanha propositiva é muito importante”, declarou o peemedebista.

João Henrique recebe neste sábado, 11, oficialmente, o apoio do PR. “No lugar de começar tudo do zero, é melhor continuar com o ritmo de obras na cidade”, disse o presidente do PR na Bahia, senador César Borges. Ele garante que não houve loteamento de cargos, mas não esconde que o partido quer participar da administração, caso João Henrique seja reeleito. “Quem participa da campanha participa da administração. É isso que o ministro [da Integração Nacional] Geddel [Vieira Lima] tem falado”, afirmou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: